Obesidade Infantil – Um Problema Mundial

A obesidade infantil é considerada um problema mundial, que tende a agravar-se com o passar dos anos.

A obesidade, é uma doença que surge devido ao excesso de gordura acumulada no organismo. Alguns dos principais fatores que desencadeiam esta doença, passam por uma alimentação desequilibrada. Nomeadamente refeições a base de fast food, gorduras e de muitos açucares, acabando por ingerirem mais calorias, do que a energia que gastam diariamente.

O sedentarismo e a falta de exercício físico também puderam levar ao desenrolar desta doença. Atualmente uma criança vê televisão em média 24 horas por semana, estas que deveriam ser divididas com a prática de exercício físico, para poder ter um vida mais saudável.

Obesidade através da genética

A genética é outro dos fatores que tem uma forte influência sobre a obesidade. Ao ter familiares próximos que sofram de obesidade, a atenção deverá ser redobrada, visto que os riscos de contrair esta doença são muito elevados.

Devem ter em consideração, que uma criança obesa corre um risco muito elevado de se prender a obesidade para o resto da vida. Logo se achar que o seu filho pode ter um problema de obesidade, é aconselhável consultar um pediatra ou médico.

Uma criança ao crescer com obesidade terá uma menor qualidade de vida, pois começam a surgir problemas quer a nível físico quer a nível psicológico.

A nível físico poderá apresentar cansaço, fadiga, problemas nos ossos e articulações. Poderão surgir doenças cardiovasculares, diabetes tipo II, asma, hipertensão arterial, aumento do colesterol, osteoartrite, osteoporose, puberdade precoce, problemas de pele, apneia do sono e poderá provocar ainda infertilidade.

Obesidade Infantil

Obesidade infantil: desvantagens a nível físico e psicológico

Com a obesidade infantil o estado psicológico das crianças pode-se alterar de forma drástica. Leva ao desconforto, vergonha, falta de auto-estima, dificuldades em socializar, queda do rendimento escolar ou até a um estado depressivo.

Tendo em conta todos estes fatores negativos, quando se esta perante um problema de obesidade, existem determinados hábitos que se têm de alterar, para melhorar a sua vida ou  a dos outros.

Na alimentação deve-se estipular horários para as refeições. Evitar longos períodos sem comer, evitar comer a ver televisão, fazer uma dieta à base de fibras e manter-se hidratado. Quanto a proibição de alimentos, não se deve fazer opte por diminuir as porções desses, mas nunca os proíba.

Outro dos hábitos a alterar é o exercício fisico, contudo tem algumas restrições devido à condição física. É aconselhável fazer caminhadas, praticar natação, hidroginástica e andar de bicicleta.

Porém poderá fazer outro tipo de exercícios, contudo terá de ter em conta que os mais recomendados, são os que envolvem pouco impacto. Isto porque é importante não forçar as articulações, para não surgirem lesões inesperadas e indesejadas.

Segundo Margaret Chan diretora geral da Organização Mundial De Saúde:

“Esta geração de crianças pode ser a primeira a viver menos que a dos seus pais.”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*